Uma dica importante é ficar sempre de olho no aspecto da pele do seu pet

Responsável por causar coceira e desconforto no animal, a sarna em cães, infelizmente, é muito mais comum do que se imagina. A doença é causada por ácaros, e embora seja bem conhecida, muitas pessoas não sabem o que ela realmente é, os sintomas e como prevenir.

Existem três tipos de sarna canina:

·        Sarcóptica (escabiose canina)

·        Demodécica (sarna negra)

·        Otodécica (sarna de ouvido)

A sarcóptica é causada por um ácaro chamado Sarcoptes scabiei, é a mais comum. Inclusive, esse é o único tipo que pode ser transmitido para humanos, sendo uma zoonose. Ela normalmente atinge as regiões do peito, barriga e orelhas.

A Sarna demodécica é causada pelo Demodex canis ou Demodex sp, um ácaro já presente naturalmente na pele de todos os cães que provoca manchas escuras na pele. Porém ele se manifesta e apresenta um crescimento além do normal apenas quando o pet está com a imunidade baixa.

Já a sarna otodécica é provocada pelo ácaro Otodectes cynotis e atinge diretamente a parte interna do ouvido dos cães. Esse tipo causa muita coceira na região da orelha, formação de secreção local e pode provocar outros problemas como otites, sendo bastante comum!

Transmissão

A sarna sarcóptica e a otodécica podem ser transmitidas por contato de um animal afetado para um sadio, já a demodécica costuma ser passada da mãe para os filhotes durante o período de amamentação. A sarna demodécica não tem cura, apenas controle, e algumas raças possuem uma pré-disposição maior a doença.

Veja alguns sintomas comuns:

  • 1.     Coceira intensa (na sarcóptica e otodécica);
  • 2.     Manchas escuras (na demodécica);
  • 3.     Queda de pelos (na sarcóptica e demodécica);
  • 4.     Pele áspera;
  • 5.     Descamação;
  • 6.     Feridas;
  • 7.     Vermelhidão.

Quando seu pet apresentar algum desses sintomas, procure um médico veterinário dermatologista o quanto antes, pois com o passar do tempo o problema aumenta! E MUITO importante: não existe receitinha milagrosa e caseira para esse problema ok? É muito comum vermos recomendações absurdas, que podem custar a vida do seu pet ou provocar sofrimento por dias sem uma real solução! Por isso procure um médico veterinário, ele terá o melhor tratamento para aliviar o desconforto do seu amigo e prevenir que o problema se espalhe entre outros animais e humanos (quando se tratar de sarna sarcóptica, que é a única transmissível aos seres humanos). O tratamento dura em torno de quatro semanas, exceto para a sarna Demodécica, que não tem cura, apenas controle.

E como prevenir a sarna no meu cão?

  • 1.     Evite que o seu cachorro tenha contato com pets infectados;
  • 2.     Lave regularmente o ambiente que ele passa a maior parte do tempo;
  • 3.     Dê banhos com frequência e seque-o corretamente;
  • 4.     Evite que o cachorro tenha contato com objetos possivelmente contaminados;
  • 5.     Ofereça uma alimentação balanceada;
  • 6.     Leve-o regularmente ao médico veterinário;
  • 7.     Use produtos que preventivos, como o Simparic, por exemplo, que previne pulgas, carrapatos e os ácaros da sarna.

Fique sempre de olho na pele do seu pet, muitas vezes, devido a pelagem, alguns problemas podem demorar para serem notados, então, aproveite os carinhos diários para dar aquela verificada no estado geral do seu amiguinho!

Comentários