Até o dia 30 de abril, 38 filmes selecionados e premiados podem ser assistidos a qualquer horário através da plataforma Belas Artes à La Carte

Procurando um pouco de entretenimento gratuito? Que tal aproveitar a última semana para conferir alguns dos 38 filmes selecionados e premiados ao longo dos 10 anos de existência Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú (FICBC).

Os filmes podem ser assistidos em qualquer horário até o dia 30 de abril na plataforma www.belasartesalacarte.com.br.

Este é um projeto da ONG Comunica, que foi contemplado com a lei federal Aldir Blanc, de incentivo à Cultua, por meio da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

Além de premiadas no FICBC, as obras são reconhecidas em festivais como Berlim, Roterdã, San Sebastian, Cannes, Locarno, Sundance e outros. Para fazer um recorte diversificado das exibições ao longo da existência do Festival, foram selecionados filmes das mostras Internacional, Vivo e Catarina.

Confira alguns filmes selecionados:

MOSTRA INTERNACIONAL (exibe filmes brasileiros e estrangeiros)

Longas-metragens:
– Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios, de Beto Brant e Renato Clasca (I’d Receive the Worst News from Your Beautiful Lips, 100min, Brasil)
– O Verão Lá Fora, de Friederike Jehn (Draussen ist Sommer, Alemanha, 91min)
– A Lição, de Kristina Grozeva e Petar Valchanov (Urok, Bulgária, 110min)
– Soldados Jeannette, de Daniel Hoesi (Soldate Jeannette, Áustria, 91min)
– Blitz, de Rene Tada Brasil (Blitz, Brasil, 86min)
– Aleksi, de Barbara Vekaric (Aleksi, Croácia, 90min)
– Celeste, de Ben Hackworth (Celeste, Austrália, 106min)
– Pequena Cidade em Wisconsin, de Niels Mueller (Small Town Wisconsin, EUA, 109min)
– Bugarach, de Ventura Durali, Salvador Sunyer e Sergi Cameron (Bugarach, Espanha, Alemanha e Inglaterra, 95min)
– Colombia Era Nossa, de Jenni Kivistö e Jussi Rastas (Colombia In My Arms, Finlândia, Noruega, Dinamarca, França e Colombia, 91min)
– A Idade Atômica, de Héléna Klotz (L’âge Atomique, França, 67min)

Curtas-metragens:
– Lar e Um Arquivo Distante, de Dorothy Cheung (Home and a Distant Archive, Holanda e Hong Kong, 24min)
– Acabarei na Prisão, de Alexandre Dostie (I’ll End Up in Prison, 22min, Canadá)
– Babás, de Consuelo Lins (Babás, Brasil, 20min)
– Em Segundo, de Rosarío Cervio (Las Segundas, Argentina, 4min)
– A Primeira-Dama de Dubrava, de Barbara Vekaric (Prva dama Dubrave, Croácia, 20min)
– A Mulher, Nicolás Dolensky (La Donna, Argentina, 14min)
– 60 Primaveras, de Ana Guevara e Leticia Jorge (60 Primaveras, Uruguai, 11min)
– Canção de Ninar, de Stanley Xu Rulyang (Lullaby, Singapura, 9min)
– Coração Pela Boca, de Bruno Autran (The Heart in My Mouth, Brasil, 15min)
– New Neighbors, de E.G. Bailey (New Neighbors, EUA, 9min)

A programação completa você pode conferir no site www.festivalbc.com

Comentários