“Eu falei para o meu filho que esse ano não teria como comprar nada para a Páscoa, agora eu posso dizer que o coelho chegou”, conta seu Chico, um dos garis que recebeu o mimo.

A quarta-feira foi diferente na praia de cabeçudas em Itajaí, onde o espírito de solidariedade tomou conta. Os moradores da praia se uniram e compraram cestas de Páscoa para distribuir para os garis e também para os guarda-vidas que trabalham no bairro. As cestas vieram recheadas de alimentos e guloseimas e acompanhadas de um kit lanche.

O gesto de amor e gratidão emocionou o gari Francisco Manoel da Silva, conhecido como seu Chico. Ele é um dos responsáveis por fazer a varrição das ruas da praia de Cabeçudas. Todos os dias, há sete anos, ele acorda cedinho para trabalhar e deixar a praia limpinha.

“Eu fiquei muito feliz com a cesta de Páscoa.  É um prazer não só para mim, mas para todos os meus colegas, participar dessa ação. Seria bom se todos os bairros fizessem isso também. Meu filho e minha esposa vão ficar felizes com o presente. Com essa pandemia está tudo mais difícil, eu até falei para o meu filho que esse ano não teria como comprar nada para a Páscoa, então agora eu posso dizer que o coelho chegou”, se alegra ele.

Seu Chico trabalha na varrição da praia desde 2014, ele já é conhecido pelos moradores. “A população me trata bem, com carinho e respeito. Eu amo o meu trabalho”, conta.

E é justamente para valorizar profissionais como seu Chico que a Associação dos Moradores de Cabeçudas promove a ação. “Ela acontece desde 2015, tanto na Páscoa como no Natal. O objetivo do café é fazer uma confraternização entre os garis e guarda-vidas. Esse ano tivemos que nos adaptar a logística: o café virou um kit lanches para evitar aglomerações. A cesta que distribuímos tinha cerca de 27 itens. Os trabalhadores poderão desfrutar com suas famílias na Páscoa. Para nós é uma maneira de demonstrar a gratidão e o carinho pelo empenho que eles têm todo dia em nossa praia”, destaca Angelita Beatriz Bordignon Vian, diretora social da Associação de Moradores de Cabeçudas.

É um pequeno gesto, mas com certeza ele tem um significado grande, ainda mais agora, dias antes da chegada da Páscoa.

Comentários