Caso foi registrado no quintal de uma residência em Navegantes

O que você faria se tivesse contato com um ser extraterrestre no seu quintal? Foi isso que ocorreu com a dona Marília, moradora de Navegantes, no litoral norte catarinense.

Todos os dias, dona Marília cuida de suas plantas em uma pequena estufa que possui nos fundos de sua casa, um hobby que a acompanha há vários anos.

No dia 24 de outubro de 2018, por volta das 17h, ela saiu foi ao seu quintal como fazia todas as tardes e ao chegar na porta da estufa, olhou para o céu e avistou uma grande luz amarelada. Inicialmente pensou que se tratava de uma estrela, mas notou que não estava tão alto no céu.

Marília comentou que a luz chamou muito sua atenção e ficou um tempo olhando até que a mesma começou a se locomover no céu em direção à praia.

(Fotos: Ilustrativa)

Neste momento, ela sentiu a presença de alguém no quintal e pensou que se tratava do seu filho. Mas ao virar o corpo foi surpreendida pelo seu pai, parado ali na sua frente, olhando para ela com um leve sorriso no rosto. Porém seu pai já havia falecido há cinco anos. Ela comentou que aquilo “parecia um milagre” ou então achava que “estava em um sonho”.

Logo após, foi tomada pelo medo, seus braços começaram a tremer, queria gritar, mas não conseguia, pois percebeu que não poderia ser seu pai que estava ali.

Então, aquele que parecia ser seu ente querido estendeu um dos braços e disse: – ”Não tenha medo, não estamos aqui para lhe fazer mal, optamos por utilizar a imagem de uma pessoa querida para que você  não se assustasse com nossa presença e nossa forma”.

Dona Marilia relatou que naquele momento seu corpo ficou frio, sentiu pavor e medo de que alguma coisa poderia acontecer com ela.

O ser continuou a dizer que a luz que ela havia visto no céu era sua nave e que esta não era a primeira vez que haviam se encontrado, mas que este é o primeiro encontro onde foi permitido que suas lembranças não fossem apagadas.

(Fotos: Ilustrativa)

Em uma reação involuntária, ela que voltou a olhar para o céu, disse que naquele momento a tal luz estava mais baixa e mais forte. O seu telefone começou a tocar e ao abaixar a cabeça para tirar o celular do bolso, o misterioso ser havia desaparecido. Ao olhar para o céu, avistou a luz subindo em uma velocidade muito rápida, desaparecendo em segundos.

Nota

Ao contrário do que muitos podem pensar, este tipo de contato é mais corriqueiro do que se pensa. É muito comum os extraterrestres utilizarem algum tipo de tecnologia que permite alterar sua forma durante os contatos e sempre com a mesma informação, utilizar uma imagem de um contato querido pela pessoa para facilitar o encontro.

Outros contatos desta natureza já forma pesquisados pelo GPUSC em Curitiba, Blumenau, Florianópolis e Tubarão.

Comentários