Se você ainda não é doador de sangue, depois dessa história, com certeza vai pelo menos pensar na ideia!

—“O que você quer de presente de aniversário?”

A pergunta simples veio com uma resposta inusitada:

— “Quero que vocês doem sangue comigo!”

Sim, isso aconteceu! Na última quarta-feira, dia 06, João Paulo Meira estava de aniversário, ele se programou para doar sangue na data, mas queria fazer algo mais, então fez o pedido e conseguiu convencer três amigos a irem junto com ele ao Hemosc de Blumenau! Não é o máximo? O Parabéns foi na sala de coleta!

É que o João é um daqueles doadores de carteirinha! O morador de Itajaí começou a doar sangue em 2007, quando sua mãe ficou doente e precisou de sangue. Depois disso ele não parou mais e hoje dá exemplo de amor ao próximo. “Você se sente melhor cada vez que doa. Melhora sua autoestima, você sente gratidão por estar ajudando alguém. É uma atitude importante e que vale muito a pena”, destaca ele.

Se todas as pessoas saudáveis doassem sangue pelo menos duas vezes ao ano, os hemocentros teriam estoques suficientes para atender toda a demanda. O João Paulo faz mais do que isso: ele doa quatro vezes por ano, que é a  quantidade máxima estabelecida pelo Ministério da Saúde para homens. Como Itajaí não tem Hemosc, o João Paulo vai até Blumenau por conta própria para doar. Sempre que possível ele leva os amigos juntos, é um daqueles influenciadores do bem: pelo menos 10 pessoas já se tornaram doadoras graças a ele. “Quero doar sangue o resto da minha vida”, garante.

Hemosc precisa de sangue

Se as pessoas seguissem o exemplo do João Paulo, o estoque de sangue do Hemosc não estaria baixo no estado. Houve uma redução de cerca 8% nas doações em 2020, reflexos da pandemia. Agora, em período de férias, essa diminuição chega a 25%. Alguns tipos de sangue enfrentam ainda mais escassez: A+, A-, O+ e O-.

Em 2020, pouco mais de 110 mil bolsas de sangue foram captadas em Santa Catarina. Em 2019, o número total do Estado foi de 120.490 bolsas. A rede de hemocentros de Santa Catarina conta com sete unidades regionais. O trabalho agora é para aumentar os doadores.

No vale do Itajaí a referência é o Hemosc de Blumenau. Doadores de toda a região precisam se deslocar até a cidade, pois as coletas externas, inclusive a que era feita na Univali, estão suspensas dede o início da pandemia. Antes de ir, é necessário ainda agendar a coleta pelo site: https://www.hemosc.org.br/agende-sua-doacao.html

Ou ainda pelo telefone: (47) 3222-9800

Banco de sangue será instalado na Univali

A expectativa agora em Itajaí é para a instalação de um banco de sangue na cidade. As tratativas estão sendo feitas entre a Secretaria Municipal de Saúde, a Univali, a Amfri e o Hemosc. A Secretaria de Saúde confirmou que a previsão é que tudo esteja pronto já no mês de fevereiro e que uma sala para instalação da sede já está reservada na Universidade.

Saiba agora o que é preciso para doar sangue:

Ter idade entre 18 e 69 anos;

Estar em boas condições de saúde;

Pesar acima de 50 kg;

Apresentar documento de identidade com foto;

Ter repousado bem na noite antes da doação;

Evitar o jejum;

Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação;

Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;

Pessoas que contraíram covid-19 podem doar sangue, mas devem respeitar um período de 30 dias.

Bora começar 2021 praticando um ato de amor?

Comentários