Jovem que disputou uma vaga para vereador em Balneário Camboriú encoraja o descarte sustentável dos materiais de campanha

Eu não sou do tipo de pessoa que gosta de receber santinho de candidato. Aliás, isso até me irrita um pouco, confesso! Mas é claro que boa parte dos eleitores gostam e até preferem receber esses materiais. Gostam também de adesivos, folders impressos e por aí vai. Independentemente de você curtir ou não, eu tenho certeza que tem uma coisa que nem eu nem você gostamos: o mal descarte desses materiais.

As eleições já acabaram, mas tem candidato que mesmo não tendo sido eleito, tem dado bom exemplo na fase pós-campanha. O jovem Guilherme Cardoso, de apenas 23 anos, concorreu a uma vaga de vereador em Balneário Camboriú. Em sua primeira experiência na política, ele não conseguiu se eleger, ficou suplente. Mas com certeza, uma ideia que ele teve vai conquistar outro tipo de “voto” dos demais candidatos por aí. E sim, essa ideia precisa ser “eleita”.

 Guilherme resolveu levar todo material da sua campanha para reciclagem. O valor arrecadado será destinado para o “Anjos sem asas”, um projeto social sem fins lucrativos e aberto à comunidade. Além de descartar tudo da maneira correta, ele ainda vai ajudar a instituição. “A minha campanha foi feita mais pela internet, então eu tive pouco material de sobra. Mesmo assim eu resolvi fazer a minha parte. É muito mais uma mensagem para os candidatos que fazem a campanha com toneladas de papel”, conta ele.

Agora, o jovem deseja que a ideia se espalhe por aí e ganhe novos adeptos. “Juntando os candidatos de BC e Itajaí já dá uma ação bem grande, que vai trazer um retorno para as cidades e as pessoas que precisam. Alguns candidatos já me falaram que estão indo fazer também, fiquei bem feliz. Temos que dar o exemplo não só durante a campanha, mas depois dela também”.

E aí, essa pauta ganharia o seu voto?

Comentários