Sabe aquele ossinho branquinho, que é razoavelmente barato e o seu cão adora ficar roendo? Pois bem, sabia que ele pode ser prejudicial para seu amigo?

O primeiro problema seria os pedaços que vão se soltando conforme seu cão vai mastigando. Esses pedaços podem ser muitas vezes de tamanho grande, podendo ser engolidos inteiros, causando uma obstrução ou até mesmo sufocamento, sendo necessário intervenção cirúrgica para a remoção. Também as pequenas lascas, podem ser pontudas e causar perfurações desde o esôfago até o ânus, ou até mesmo machucar a parede de todos os órgãos envolvendo o sistema digestório, tendo a possibilidade então, de ocorrer uma infecção posterior.

Um outro problema e de extrema importância é a forma que ele é produzido, lembrando que a composição principal é o couro de animal, bovino a grande maioria das vezes, e para chegar a esta textura, cor, sabor e odor, passa por diversos processos químicos, para a retirada do cheiro fétido do couro, retirada dos pelos e moldura das camadas. São realizados vários banhos químicos com produtos prejudiciais aos animais, e também corantes, tanto nos ossinhos coloridos como nos branquinhos.

FOTO: Divulgação

Mas Tia Jaque, meu animal AMA esses ossinhos… E agora? 😔 Existem vários outros petiscos que podem ser oferecidos, que possuem na sua composição produtos próprios para cães, muitas vezes até integrais e sem conservantes como biscoitos e ossinhos assados, por exemplo, que são mais molinhos e não corre risco de causar lesões internas no bichinho.

Sempre se atente as embalagens, leia as composições e procure o petisco mais saudável e natural possível, de preferência de qualidade premium. Muitos deles além de próprios para os pets, possuem em sua composição alguns componentes que podem ajudar na limpeza dos dentes, no cuidado da pele e até das articulações, para aqueles animais que precisam de cuidados especiais.

Comentários