Com o objetivo de resgatar, abrigar e dar assistência veterinária e encaminhar os animais para uma adoção responsável e assistida, diminuindo a população de animais abandonados e maltratados, a Associação Refúgio Animal de Indaial vem desde 2017 sendo o “anjo” protetor dos animais.

Mas em razão da pandemia da Covid-19, a entidade vem enfrentando dificuldades e até corre o risco de fechar. Segundo a protetora de animais e fundadora da entidade, Ivone Simão, com os eventos cancelados, a Associação não tem tudo o precisa para manter os animais no abrigo, uma vez que sua manutenção é feita através de doações. “Estamos com muitas dívidas, contando apenas com um pouco de ajuda da população que conseguimos através de campanhas na mídia”.

Ivone relata que atualmente as doações são poucas e não suprem nem um terço da necessidade diária que gira em torno de 20 a 25 kg de ração. “Precisamos muito de ajuda, para não fecharmos e os animais voltarem para rua, porque infelizmente o poder público não se interessa”.

Atualmente, 80 animais estão sob os cuidados da Associação, e não há espaço físico para abrigar mais. “Não estamos resgatando já desde antes da pandemia devido à falta de estrutura, não temos mais onde colocar animais. E a falta de ajuda financeira nos impede de melhoramos a estrutura ou ampliarmos”, completa.

Fotos: Associação Refúgio Animal

Perguntamos a Ivone se em tempos de pandemia a entidade tem recebido muitas denúncias de animais maltratados ou para serem resgatados, e ela responde que todo dia tem pessoas querendo deixar animais em seu portão. “Oriento as pessoas a procurarem a delegacia para registrarem um boletim de ocorrência caso conversar com os donos do animal não resolver. Infelizmente não temos no nosso município uma Secretária do Bem-Estar Animal”, frisa.

As adoções antes eram um método de achar um lar aos cães e gatos que são abrigados, porém a dificuldade de encontrar um adotante agora diminuiu. A divulgação de animais para adoção é realizada através das páginas da Associação Refúgio Animal no Facebook, Instagram. “Em breve também teremos um site para divulgação”, destaca Ivone.

A comunidade pode realizar doações ou acolher um animal através das redes sociais da entidade ou diretamente via WhatsApp (47) 99121 – 0422 em horário comercial.

Quem preferir, pode contribui com a vaquinha online https://sharity.com.br/associacao-protetora-de-animais-refugio-animal?u=eec1c1225f1d11eaa1ee0a90434874de

Comentários