O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, anunciou na tarde de segunda-feira, dia 23, mais sete dias de isolamento social, devido aos números de casos confirmados pelo coronavírus, que até o momento são 109 casos confirmados e 336 suspeitos. “O isolamento social é o melhor remédio para evitar a proliferação em massa do novo coronavírus. Essa é uma crise que deve se agravar e precisamos permanecer em nossas casas o máximo de tempo possível. O reflexo das medidas de restrição se dará a partir da semana que vem, por isso tomamos essa decisão”, segundo ele.

A população catarinense que tem adotado essas medidas desde o dia 17 de março, em razão do decreto estabelecido pelo governo do estado, conta com mais sete dias de reclusão social, que passam a valer a partir dessa quarta-feira, dia 25.

Você deve estar se perguntando: “E agora?” Pode ser que o tédio já tenha se instalado, que as notícias te amedrontam, o medo do futuro fica cada vez mais forte. Medo dos números das pessoas mortas, infectadas, dos hospitais que não darão conta, medo do desemprego, da crise econômica e muitos outros. Mas, o que fazer então com tudo isso? Estabelecer uma rotina e cumpri-la é essencial neste momento. Para que a sua mente não foque somente nessa pandemia, afinal, temos uma vida inteira pela frente.

Inicie um projeto que você sempre teve vontade, determine um tempo do seu dia para se dedicar a isso. Aprenda uma língua nova. Estabeleça horário para telefonar ou fazer chamada de vídeos com as pessoas que você ama e por hora não pode visitá-las. Adotando uma nova rotina, estabelecendo novos hábitos, amenizará a maneira de encarar essa reclusão social.

Estudos apontam, que um novo hábito leva 21 dias para adaptação, portanto, seja persistente! Não desista! Mesmo que venha o desânimo, não desista. Os maiores empresários se reinventaram após grandes crises. Se reinvente, se ajude, se cuide! Estamos todos juntos.

Comentários