Com todas as atenções voltadas ao novo coronavírus, é claro que nos preocupamos com nossos amiguinhos de quatro patas. Mas será que existe risco dos pets se contaminarem com o vírus?

Até o presente momento não há evidência de transmissão entre humanos e animais domésticos. Ocorreu recentemente uma notícia que um cão de Hong Kong estava infectado, porém a carga viral encontrada era muito baixa, não sendo nem capaz de causar uma infecção.

 Segundo o comitê científico e de saúde única da WSAVA (Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) e a OMS (Organização Mundial da Saúde), não há evidências de que animais de estimação (cães e gatos), possam ser infectados pelo novo coronavírus ou transmitir a covid-19 (doença provocada pelo vírus).

  A professora Helena Lage, da FZEA-USP (Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo), explica que os vírus pertencentes à família coronavírus, normalmente, são limitados quanto à espécie em que circulam. Segundo ela, o novo coronavírus precisaria de uma adaptação proteica para se ligar à célula de um hospedeiro diferente.

 Mas por precaução, o ideal é lavar as mãos antes e após manusear os animais, lembrando que essa é a forma mais eficaz de se prevenir. Não há a necessidade de utilizar máscaras nos animais, mas  evitar passeios neste momento também é de suma importância, tanto para a saúde dele como a de seu tutor. Permanecer o máximo possível em casa, evitar contato com muitas pessoas e manter uma boa higiene pessoal e do animal é a melhor forma de se prevenir.

Outra situação preocupante é o aumento no número de abandonos nesse período, vale lembrar que abandono de animais além de CRUEL é CRIME, não vamos abandonar quem jamais nos abandonaria não é mesmo?

 Nesse período precisamos pensar mais uns nos outros, colaborar e principalmente, não deixar de lado nosso AUmigo de todas as horas!

Comentários