Recebo muitas queixas de diversas mulheres das mais diferentes idades, sobre a dor que sentem nas relações sexuais. A grande maioria acreditava que era algo normal antes de buscar tratamento.

Mas eu posso assegurar, qualquer dor, não é normal. O que é normal em uma relação sexual é a troca de carícias e de prazer, não havendo lugar para dores. A dor pode ocorrer por diversos aspectos: falta de lubrificação adequada, ansiedade, musculatura do assoalho pélvico flácida, falta de libido, dispareunia, vulvodínea, vaginismo, entre outras disfunções sexuais.

Entre as mais comuns causas estão a falta de lubrificação e a dispareunia. É preciso avaliar com cuidado os sintomas e detalhes deles para um diagnóstico correto. Geralmente, as mulheres que estão iniciando sua vida sexual, não conhecem o poder de um lubrificante, aí, por não estar bem relaxada, ou com a ansiedade muito alta, pode haver falta de lubrificação pela ausência da excitação.

Para isso, um bom lubrificante ou hidratante vaginal são excelentes aliados, inclusive para quem pretende perder a virgindade. A mesma dica é válida para mulheres que estão na menopausa, que tiveram infecção por algum fungo recentemente, ou até mesmo para quem está com baixa libido.

O lubrificante deixa a relação confortável eliminando dores e outros incômodos. Para outras causas como as disfunções sexuais, é necessária uma avaliação individual com ginecologista, fisioterapeuta pélvica ou sexólogo (a) para determinar qual o tratamento adequado.

Comentários